Uma intervenção militar ocorrido recentemente na Turquia mostra como smartphones e dispositivos móveis conectados à Internet são uma forte ferramenta de interação entre políticos e manifestantes.

 Presidente da Turquia alertando programa de televisão

De acordo com a CNET, quando os militares turcos em um suposto golpe, começaram a bloquear o acesso dos cidadãos civis a serviços da internet como Facebook e a Google, o presidente do país: Recep Tayyip Erdoğan, tentou uma maneira diferente de pedir ajuda a população. Segurando seu iPhone em frente do seu rosto e usando o aplicativo de Vídeo-Chat FaceTime da Apple, deu uma entrevista a um programa de noticias locais implorando para os cidadãos se manifestarem nas ruas, apoiando o governo democraticamente eleito.
“Exorto o povo turco a se convocarem em praças e aeroportos públicos”, disse Erdogan através da tela do seu iPhone. “Não há poder maior do que o poder do povo. Podem fazer o que quiserem em praças e aeroportos públicos.”

Para milhares de pessoas, os smartphones fazem parte de nossas vidas. Agora eles estão se tornando uma importante ferramenta para políticos e manifestantes se comunicarem.

Mas olhando de outra forma, seria errado chamar de golpe. Os militares turcos, até hoje, sempre foram uma força contrária ao fundamentalismo islâmico, inspirada no primeiro presidente do país após o fim do sultanato, Mustafá Kemal, e também a Intervenção militar é um desejo de muitas pessoas por lá, pois não conseguem mais viver em um governo corrupto e sem moral e ética.

Presidente da Turquia alertando o país via videochamada.
Presidente da Turquia alertando o país via videochamada.

Mesmo o presidente da Turquia sendo capaz de transmitir uma rápida entrevista a uma programa de notícias, há relatos de que todos os serviços e acesso a internet foi interrompido no meio da transmissão.

Mas em contrapartida, o YouTube declarou que os seus serviços estavam funcionando corretamente. Mas o Twitter alertou que as conexões com o seu serviço estavam sendo retardadas . Facebook parece ainda estar funcionando no país, de acordo com a lista de transmissões de todo o mundo em tempo real da empresa .

Já imaginou passar por uma situação dessas no Brasil? deixe seu comentário.

 

FONTES  E IMAGENS: CNET

IMAGENS RE-EDITADAS PELA EQUIPE DA ANOTECH.